Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2017

A carta

Olá, pessoal!

Às vezes a criatividade pega a gente e brinca de roda. Com o texto de hoje foi assim. Ouvindo "Caminho de Pedra", na voz de Caetano Veloso, achei que combinava com "De volta pro meu aconchego". E uma música após a outra foi me ocorrendo como se todas se combinassem.

Um texto mais leve, com um toque de humor que me encanta. Espero que encante a vocês também.


Por Kleidianne Nogueira



A Carta
Por Kleidianne Nogueira

Amiga, parceira

Eu só quero que você saiba que estou pensando em você. Volta logo pra São Paulo ou eu vou pra Madri.

Subi o caminho de pedra onde não vai ninguém e estou de volta pró meu aconchego. Na verdade, queria era ter uma casinha branca de varanda. Mesmo assim, estou a dois passos do paraíso.

E nessa longa estrada da vida, olha que coisa mais linda, mais cheia de graça eu encontrei: um girassol da cor do seu cabelo.

Poderia estar agora no espaço em um módulo lunar, só que é uma ideia que existe na cabeça e não tem a menor pretensão de aco…

"Depressão não é coisa de crente", por isso, vamos tratar.

Oi, amores!
Compartilho com vocês mais um texto baseado em experiências pessoais. Tema polêmico, título irônico e o bafafá foi gigante no Facebook. O tema me expôs, mas achei necessário para despertar outras pessoas que sofrem em silêncio. Precisamos falar sobre transtornos mentais no meio evangélico e ajudar a quebrar os preconceitos que aprisionam a muitos em vidas cheias de conflitos e solidão.


"Depressão não é coisa de crente", por isso, vamos tratar. Por Kleidianne Nogueira.

Pelo menos uma dezena de transtornos mentais tem debilitado nossa geração. Um diagnóstico recente de sério agravo ao sistema nervoso me inclui. Se fôssemos verdadeiramente conscientes da graça maravilhosa e andássemos em comunhão plena com Deus, não haveria espaço em nossas mentes para nada além de paz e contentamento. Mas o IDEAL raramente é o REAL.
Em nossa imperfeição, deixamos que as aflições do mundo nos tornem indiferentes ao conselho de Cristo: TENDE BOM ÂNIMO! Perdemos o foco e, apesar de ten…

Não sou tão descolada quanto meu cabelo aparenta.

Por Kleidianne Nogueira


Não sou tão descolada quanto meu cabelo aparenta
Por Kleidianne Nogueira.

Estava deitada no chão quando Luiza (3 anos) sentou-se e começou a pentear meus cabelos. Sonolenta, mas não adormecida, vi quando Igor (1 ano) passou por mim com uma tesoura sem ponta nas mãos. (Sim, deixo tesouras ao alcance deles). Ele passou de volta sem a tesoura e, indiferente ao perigo que corria, ouvi o barulho das lâminas.
- Lulu, você cortou o cabelo da mamãe!!!!
- Cortei! - respondeu com alegria e inocência.
Enquanto passava as mãos pela cabeça procurando o local exato do estrago, me ocorreu uma conversa recente com um terapeuta. Ao responder-lhe que tinha dois filhos retrucou:
- Três é o número correto. Um fica mimado, dois combinam fácil fazer coisas pelas costas dos pais.
Eu ri da explicação dele na hora em que ouvi e ri de novo quando vi meus dois anjinhos maquinando sorrateiramente contra minha cabeleira. Quando voltei da minha viagem pelas lembranças estava explicando pra Lu…

E o salário, ó!

Por Kleidianne Nogueira. 
E o salário, ó! Por Kleidianne Nogueira.
Poucas tarefas da maternidade são tão desgastantes quanto orientar o dever de casa. Adicione os seguintes agravantes:
orientar dever de casa de uma criança de 3 anos; que (sabe Deus o porquê) usa livros produzidos para crianças de 6 anos; com outra criança de 1 ano do lado pedindo atenção o tempo todo. A cereja do bolo é uma mãe completamente impaciente com os processos de aprendizagem.
Lembro-me claramente de quão contraditória eu era na infância. "Professora!", eu respondia à famosa pergunta "O que você quer ser quando crescer?". Mas era só um coleguinha apresentar a mínima dificuldade de aprender que eu voava impaciente pra cima dele tentando forçá-lo a entender o que, para mim, era tão óbvio. Desrespeitava a professora, sugerindo que não cumpria seu papel, e ao colega, menosprezando sua dificuldade legítima.
Hoje é preciso muita passiflora pra controlar esse monstro "forçador de aprendizagem…